Skip to content

Pianista Marcos Leite toca Liszt e música erudita brasileira

9 de outubro de 2011

A Série Música de Primeira apresenta no dia 3 de novembro, às 19h30, um recital solo do pianista Marcos Leite. O repertório traz uma homenagem a Liszt por seu 200˚ aniversário e destaca a música erudita brasileira com obras de Diva Lyra e Franz Ventura, que compôs Estudo Op. 30 N. 3 “oitavas” dedicado a Marcos Leite. A entrada é franca.

A Série Música de Primeira acontece toda primeira quinta-feira do mês, na Primeira Igreja Batista do Rio de Janeiro.


PROGRAMA

Homenagem a Franz Liszt por seu 200˚ aniversário de nascimento (1811-2011)
Consolação N. 3 em Ré Bemol Maior
Rapsódia Húngara N. 5 em mi menor
Transições de canções de Franz Schubert (1797-1828)
Serenata
Margarida na Roca, Op. 2

Funérailles (do ciclo “Harmonies poétiques et Religieuses”)

Música erudita brasileira

Homenagem ao 90˚aniversário de Diva Lyra (1921-2011)
Prelúdios N. 3 em Ré menor e N. 5 em fá sustenido menor
Capricho em lá menor
Fantasia em mi menor
Dança do índio

Homenagem ao 20˚aniversário de nascimento de Franz Ventura (1991-2011)
Três Noturnos
Noturno Op. 2 N. 1 em si menor
Noturno Op. 10 N. 3 em si menor
Noturno Op. 4 N.2 em dó menor

Três estudos em sol menor
Estudo em forma de toccata, Op. 3 N. 1
Estudo Op. 22 N. 2
Estudo Op. 30 N. 3 “oitavas”

Louis Moreau Gottschalk
Grande Fantasia Triunfal sobre o Hino Nacional Brasileiro

 

BIOGRAFIA MARCOS LEITE

Pianista, conferencista e professor, nasceu em Manaus – AM, tendo feito seus estudos musicais no Rio de Janeiro, no Conservatório Brasileiro de Música, na Classe da Professora Margarida Valente. Estudou também com Maria Luíza Ribeiro, Vilma Regina e Nair Brochado.

Seu primeiro recital se deu no Clube Naval do Rio de Janeiro, somado a outras atuações em várias salas de concerto do Brasil, como: Teatro Amazonas – Manaus – AM, Escola de Música da UFRJ, Associação Brasileira de Imprensa – RJ, gravações na TVE do Rio de Janeiro, Rádio MEC-RJ, Sala Cecília Meireles – RJ, Academia de Música Lorenzo Fernândez – RJ, Recitais dentro do Projeto “Música no Museu” – RJ, Clube de Engenharia – RJ, Cidades como Petrópolis, Teresópolis, Miguel Pereira, Nova Friburgo, Barra do Piraí, Resende, Niterói, Conservatória, Valença, cidades Mineiras como: São João Del Rey, Ouro Preto, Itabirito, Sabará, Sete Lagoas, Divinópolis, Poços de Caldas, Caratinga, Tiradentes, Prados, Juiz de Fora, Santos Dumont, Diamantina, Lagoa da Prata, Arcos, Governador Valadares, Ipatinga, Pouso Alegre, Barbacena, Montes Claros, Passos, entre outras.

Em agosto de 2000, atuou dentro do projeto “Brasil 500 Anos”, na Sociedade Filarmônica de Sergipe. Foi acompanhador de vários cantores líricos, instrumentistas e corais. Profere conferências sobre vários assuntos de música. Em abril de 1992, foi Presidente da banca julgadora do Festival de MPB, promovido pela Associação dos Funcionários do BANERJ.

Em novembro de 1993, foi empossado pela Academia Neolatina e Americana de Artes do Rio de Janeiro, na cadeira nº 48, tendo como Patrono o Padre José Maurício Nunes Garcia e, nesse mesmo mês e ano, recebeu do centro de estudos e atividades Artísticas José Fernandes Barreto (RJ), a medalha “Rosa de Prata” pela “valiosa colaboração em favor da arte e da cultura”.

Em abril de 2002, recebeu do “Jornal do Povo” de Santos Dumont (MG) o título “Personalidade de Expressão”, “Pelos relevantes serviços prestados a esta cidade e região”.

Em dezembro de 2003, apresentou dois concertos no Rio Grande do Sul, Fundação Ernesto Scheffel, em Novo Hamburgo e no Theatro São Pedro, em Porto Alegre, com retumbante sucesso.

Em sua trajetória pianística, recebeu críticas elogiosas sobre seu trabalho, destacando sua versatilidade, técnica aprimorada, grande musicalidade, além de sua contribuição para a pesquisa e divulgação de peças raras dos mestres estrangeiros e, sobretudo, da música erudita brasileira.

De setembro de 2004 a maio de 2005, empreendeu uma tournée pelo Rio Grande do Sul, nas cidades de: Porto Alegre, Santa Maria, Pelotas, Jaguarão, Arroio Grande, Piratini, Pedro Osório, Rio Grande,Canguçu e São Lourenço do Sul, com grande sucesso.

Em Novembro de 2008, recebeu da Ordem dos Músicos do Brasil do Rio de Janeiro o troféu de “Honra ao Mérito”.

Em março de 2009, foi empossado Membro Colaborador da “Comissão Cultural e Artística” da Ordem dos Advogados do Brasil de Niterói-RJ, presidida pelo Doutor Sérgio Chacón.

 

SERVIÇO
Série Música de Primeira – Marcos Leite (piano)
Data e horário: 3 de novembro de 2011, às 19h30.
Entrada: Franca
Local: Primeira Igreja Batista do Rio de Janeiro – Rua Frei Caneca, 525 – Estácio – Rio de Janeiro – RJ. Tel.: (21) 2197-0900. (em frente ao Hospital da Polícia Militar, próximo ao metrô do Estácio). 300 lugares. Estacionamento gratuito, 30 vagas.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: