Skip to content

Tito Cartechini (Bandoneon) faz concerto na Série Música de Primeira, em 08/ago.

10 de julho de 2013

Em parceria com o 19º Rio International Festival Cello Encounter, a Série Música de Primeira apresenta em sua edição de 08/agosto, QUINTETO PIAZZOLA, liderado pelo excelente Tito Cartechini — Bandoneon acompanhado por Felipe Prazeres — Violino, Karolin Broosch — Violino, David Chew — Violoncelo e Claudio Alves — Contrabaixo, apresentando obras de Astor Piazzolla e composições do próprio Tito Cartechini.

A Série Música de Primeira acontece toda primeira quinta-feira de cada mês, no santuário da Primeira Igreja Batista do Rio de Janeiro (www.pibrj.org.br), apresentando concertos gratuitos por músicos de expressão na cidade do Rio de Janeiro, no Brasil, assim como no cenário internacional. 

Serviço:
Série Música de Primeira
Grupo: QUINTETO PIAZZOLLA
Tito Cartechini — Bandoneon
Felipe Prazeres — Violino
Karolin Broosch — Violino
David Chew — Violoncelo
Claudio Alves — Contrabaixo.
Data: 08 de agosto de 2013
Horário: 19:30h
Local: Primeira Igreja Batista do Rio de Janeiro
Endereço: Rua Frei Caneca, 525 – Estácio (Em frente ao Hospital da Polícia Militar. Metrô Estácio ou Praça XI)
20 vagas de estacionamento gratuito, por ordem de chegada.
Entrada Franca
Transmissão Ao Vivohttp://new.livestream.com/pibrj/smp.
Informações:
Tel.: 2197-0900
https://musicadeprimeira.wordpress.com/
http://www.pibrj.org.br

Históricos:
tito_cartechini (1)Tito Cartechini – bandoneón (Argentina)
Começou a tocar bandoneon aos 4 anos de idade com os maestros Alfredo Campos e Anibal Troilo. Aos 13 anos iniciou sua atividade profissional nas Orquestras de Osvaldo Piro, Horacio Salgán, Miguel Caló, Osvaldo Pugliese, José Basso e Astor Piazzolla. Gravou inúmeros discos com diferentes orquestras.
Felipe-Prazeres_violino-IFelipe Prazeres – violino (Brasil) Iniciou seus estudos aos onze anos e , aos quatorze, já atuava como solista frente à Orquestra Petrobras Sinfônica. Graduo-se na Uni-Rio, sob orientação de Paulo Bosisio. Cursou pós graduação na renomada Academia de Santa Cecilia, em Roma, na classe de Domenico Nordio. Obteve o primeiro lugar no Concurso Nacional de Cordas de Juiz de Fora, em 1997, no Concurso Interno da Uni-Rio, em 1998, e no Concurso Nacional de Música IBEU, em 1999.
Atuou como solista ao lado das principais orquestras do Brasil, dentre as quais merecem destaque a Orquestra Petrobras Sinfônica, Orquestra Sinfônica Brasileira, Orquestra Sinfônica de Porto Alegre, Orquestra Sinfônica da Bahia, Orquestra Filarmônica do Espírito Santo e Orquestra da Escola de Música da UFRJ. Colaborou com renomados maestros, como Isaac Karabtchevsky, Armando Prazeres, Roberto Tibiriçá, Carlos Prazeres, Silvio Barbato, André Cardoso e Ernani Aguiar. Participou de master classes, como executante, com Augustin Dumay, Camila Wicks, Pierre Amoyal, Domenico Nordio, Boris Belkin, dentre outros artistas de prestígio. Participa ativamente do cenário brasileiro e internacional de música, como solista, camerista e regente. Regeu recentemente a World Youth Orchestra, Orquestra Petrobras Sinfônica, Sinfônica da Bahia e Orquestra Sinfônica da UFRJ. Desde 2001, atua como spalla da Orquestra Petrobras Sinfônica.
KarolinKarolin Broosch é uma musicista versátil de Hamburgo, Alemanha. Estudou violino e pedagogia musical em Dresden, Alemanha e em Oslo, Noruega. É violista em um conhecido quinteto de câmara norueguês, Katharsis. Também atuou como cantora pop e de jazz, cantando em comerciais alemães. Karolin gosta de combinar suas habilidades musicais, por isso foi convidada para tocar e cantar em várias peças do Teatro Nacional da Noruega. Nos últimos anos, gravou com vários artistas, além de tocar na Norwegian Radio Symphony. Karolin já tocou em concertos na Austrália, Japão, Tailândia e em vários países da Europa. Durante uma turnê com a Orquestra Norueguesa de Câmara, teve contato com o projeto social Orquestra de Cordas da Grota, em Niterói (Rio de Janeiro). Ela ficou maravilhada com a dedicação dos estudantes e resolveu dar sua contribuição. Adquiriu uma bolsa de estudos da Noruega para retornar a Niterói e vem dividindo seus conhecimentos nos últimos quatro anos. Atualmente ela está trabalhando como freelancer no Rio de Janeiro.
David 1David Chew, Violoncelista, entusiasta de iniciativas artísticas que vão desde as gravações para TV até os desfiles das escolas de samba, promovendo o intercâmbio e a quebra de barreiras entre os diversos gêneros musicais. Executa o elegante e amplo repertório de câmera para o seu instrumento, procurando oferecer as mais belas páginas dos grandes mestres ao público brasileiro ao lado de importantes nomes do cenário musical. Fundador e diretor artístico do International Cello Encounter, há; quatorze anos reúne no Rio os maiores nomes do instrumento para concertos, master classes e intercâmbio com alunos e músicos brasileiros. Spalla da OSB e do Quarteto da UFF, fez seus estudos no Guildhall School of Music de Londres e ainda pós-graduação na Universidade de Hull, onde se especializou em música brasileira. Foi primeiro-celista da Orquestra Nacional Jovem da Grã-Bretanha, onde trabalhou com renomados regentes, entre eles Pierre Boulez. Mais tarde, juntou-se à Orquestra Sinfônica da BBC e ao The London Mozart Players. Desde 1981 vive no Rio, convidado para tocar na Orquestra Sinfônica Brasileira. Fundou as orquestras de câmara Brazil Consort e Rio Strings e o Rio Cello Ensemble, grupos com os quais tem se apresentado pelo Brasil e Europa. Participa intensamente de gravações com artistas brasileiros e internacionais. Em 2004, lançou o CD Sonhos Românticos, no qual interpreta páginas clássicas do repertório de seu instrumento.
Claudio AlvesClaudio Alves, contrabaixista, é membro fundador da Orquestra de Solistas do Rio de Janeiro. Iniciou os estudos de contrabaixo em 1999, com o Prof. Sandrino Santoro. No ano de 2004, atuou como solista da Camerata Rio de Janeiro, concerto gravado pela TVE. Em 2005, foi selecionado pelo Prof. Massimo Giorgi para solar com a orquestra do Festival de Brasília. Vencedor do concurso para solista da Orquestra Sinfônica da Escola de Música da UFRJ. Primeiro lugar no concurso para contrabaixista da Petrobras sinfônica 2006, onde atou naquela temporada. Pertenceu ao naipe da OSB nas temporadas de 2007 e 2008.
Bacharel em contrabaixo pela da Escola de Música da UFRJ. Foi professor de contrabaixo em vários projetos e festivais como, Domingos Martins (Espírito Santo), Vilallobinhos, Pro Música (Juiz de fora), Viva Rio, Do Aço ao Clássico (Volta Redonda), Semana Clássica (Campos dos Goytacazes) entre outros. É professor de graduação em contrabaixo do Conservatório Brasileiro de Música. É contrabaixista titular da OSRJ – Orquestra de Solistas do Rio de Janeiro, atua no grupo de musica contemporânea CRON e é músico convidado na Orquestra Petrobras Sinfônica, OSB, Filarmônica do Espírito Santo, em grupos de câmara, em gravações de cordas para grandes nomes da musica popular (Leila Pinheiro, Bili Blanco, Wagner Tiso, Guinga, Roupa Nova, Lobão etc…), além de gravar trilhas para novelas da rede globo e filmes nacionais. Mantém trabalho como solista em recitais.

Anúncios
One Comment leave one →
  1. 13 de agosto de 2013 9:07

    Maravilhoso concerto!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: